Uma parte importante das estratégias de Marketing Digital é o e-mail Marketing. A ferramenta é voltada para atender principalmente pessoas no mundo corporativo, tem a capacidade de trazer um alto número de conversões, se envolver o planejamento correto.

Como saber se está no caminho certo?

Uma boa estratégia consiste em planejamento criterioso e objetivos bem estabelecidos. Essas duas coisas são o primeiro passo. Depois que tudo estiver estruturado, é preciso ter mecanismos efetivos para criar novas campanhas de e-mail Marketing, isso é possível através da avaliação de resultados.

Em outras palavras, qualquer boa estratégia deve ter embasamento nos resultados, sejam bons ou ruins. Esses dados podem ser obtidos por meio de métricas que você deve estabelecer ao longo do planejamento. Desta forma, você consegue identificar se é necessário alterar a frequência de disparo, segmentar melhor o público, alterar o apelo visual, dentre outras coisas.

Confira abaixo algumas que lhe ajudarão a avaliar melhor essas ações:

1 - Taxa de entrega

Essa taxa consiste em avaliar quantos e-mails foram entregues aos usuários no total. Com esse valor, é possível perceber se o seu conteúdo não foi extraviado ou foi para o lixo eletrônico e spam. Vale lembrar, que essa métrica avalia quantos e-mails foram entregues e não necessariamente lidos.

A taxa mais indicada de entrega é entre 95 e 99%, do contrário, é importante avaliar se há problemas no servidor, se o conteúdo respeita as políticas de e-mail, se a lista está desatualizada ou se elementos no próprio e-mail estão inadequados como formatação, layout ou texto.

2 - Taxa de rejeição

Tão importante quanto a taxa de entrega, a taxa de rejeição avalia quantos e-mails não chegaram à caixa de entrada do usuário. O aumento dessa taxa pode acontecer por uma série de fatores: contas de e-mails inválidas ou canceladas, caixa de entrada cheia ou problemas no servidor, dentre outras coisas.

Para evitar o aumento dessa taxa, é válido utilizar a função de double opt-in, que exige a confirmação de assinatura dos seus e-mails. Assim, você terá mais facilidade para identificar os potenciais interessados e ativos, além de ter melhores parâmetros para executar a limpeza da base.

3 - CTR

O CTR (Clickthrough Rate) ou taxa de cliques, como o próprio nome já diz, avalia quantas vezes o usuário clicou em seu e-mail. Como essa métrica consiste em um valor total, também inclui vários cliques em um único e-mail, por exemplo.

Com essa taxa, é possível avaliar a qualidade do seu conteúdo e da segmentação, se está gerando interesse ou não. A diminuição dessa taxa pode indicar que você precisa melhorar seu call to action ou base de e-mails.

4 - Opt-out

Essa taxa envolve o número de pessoas que cancelaram o cadastro ou que marcaram seu e-mail como spam. O aumento dessa taxa indica que é preciso ficar alerta à suas ações, bem como, reavaliar estratégias e segmentação.

É recomendável manter essa taxa abaixo do 1%, para não prejudicar o nível de autoridade do conteúdo e da empresa.

5 - Taxa de compartilhamento

Se as pessoas tendem a compartilhar nas redes sociais ou encaminhar o e-mail para outras pessoas, significa que seu conteúdo gera algum interesse. Por isso, é importante sempre lembrar de deixar os botões acessíveis e habilitados para compartilhamento, ampliando o seu engajamento e impulsionamento orgânico.

Quer saber mais como otimizar suas campanhas de e-mail Marketing? Fique ligado em nosso blog