Em qualquer campanha, de qualquer instituição, em qualquer plataforma e com qualquer objetivo, é essencial selecionar os indivíduos a serem impactados. Investir em mensagens que serão vistas por pessoas que não têm o mínimo interesse no assunto é perda de tempo e de dinheiro. Na comunicação online, não é diferente. As ferramentas de análise de dados permitem que os anunciantes selecionem o público por localização, gênero, faixa etária, renda, entre outros.

A segmentação é importante porque permite a criação de mensagens mais personalizadas, o que agrada o consumidor. Segundo um estudo da Adlucent, 71% das pessoas consultadas preferem anúncios adaptados a assuntos e hábitos de seu interesse. Além das segmentações usuais, confira, a seguir, outros meios de segmentação online:

Categorias de produtos

As ferramentas de monitoramento permitem que as empresas saibam quais foram os produtos ou serviços vistos por clientes em potencial. Com base nessas mercadorias, é possível criar mensagens focadas nesta categoria, ou em categorias de produtos similares, com sugestões personalizadas.

Inscrições

Os e-commerces desenvolvem diversas estratégias de fidelização de clientes. Uma delas é a newsletter, uma publicação periódica com conteúdo de interesse de pessoas específicas que autorizaram o seu recebimento. Para as empresas,  é interessante também criar campanhas de retargeting focadas no público ainda não fidelizado. Para isso, é preciso fazer um levantamento de usuários que ainda não se inscreveram nas publicações do tipo. Depois, é só criar mensagens específicas para estes usuários, procurando incentivar novas assinaturas.

Ações online

O monitoramento online permite uma análise mais detalhada do comportamento do consumidor na web. Isso permite categorizar os usuários com base em suas atitudes em relação ao site, como por exemplo “usuários que visitam o site uma vez por semana” ou “usuários que fizeram uma compra única e nunca mais retornaram”. Diferentes ações na jornada de compra requerem diferentes mensagens na hora de impactar esses consumidores. Dessa forma, é possível reforçar a imagem da marca nas mentes dos usuários e criar relacionamentos mais duradouros.

Frequência de compra

O número de vezes que um usuário realiza compras em uma loja determina a profundidade de seu relacionamento com a marca. Para os clientes já fidelizados, recomenda-se que sejam realizadas campanhas comunicando promoções, descontos especiais e novos lançamentos. Em contrapartida, para os consumidores que raramente compram, uma abordagem diferenciada deve ser adotada, como o envio de cupons promocionais, por exemplo. Ações do tipo levam os consumidores a aumentarem a frequência de compras.

Valores

Levando em consideração a renda do consumidor, é possível ter uma noção sobre seu poder aquisitivo com base nos valores dos produtos que ele adquire. Uma técnica interessante para impactar novamente os clientes é criar campanhas com a divulgação de produtos personalizados por valor, isto é, na mesma faixa de preço das compras realizadas previamente.

Canal de comunicação

Na atualidade, as pessoas entram em contato com as empresas por diferentes formas, como o desktop, os smartphones, tablets, televisão, entre outros. É fundamental que as marcas analisem a jornada de seus consumidores, identificando quais são os dispositivos mais utilizados e os horários mais oportunos. Isso permite que as mensagens sejam criadas de forma adaptada a cada plataforma, com maior chance de conversão.