O branded content, também conhecido como conteúdo de marca, é uma tendência atual em comunicação. A maior parte das empresas já implementa ou já começou a planejar meios de implementar essa estratégia. O branded content é a criação de campanhas que não apenas utilizam os meios de comunicação para divulgar preços e produtos, mas, ao invés, produzem algum conteúdo relevante sobre a área em que a marca está inserida. Segundo a Forrest Research, investimentos em campanhas do tipo somaram mais de US$ 10 bilhões em 2016.

Como funciona?

A maior parte da publicidade comum divulga apenas os atributos dos produtos e serviços das marcas, seja a qualidade, os preços, as formas de pagamento, a variedade, entre outros. Outras empresas, no entanto, levam algum tipo de informação ou entretenimento ao consumidor. Marcas de alimentos, por exemplo, criam campanhas com chefs de cozinha renomados, dando dicas de receitas.

As pessoas são naturalmente mais atraídas por informações que lhes interessem, que agreguem algum valor; alguma utilidade às suas vidas. Em decorrência disso, uma pesquisa recente para a Forbes divulgou que 43% dos pesquisados são favoráveis aos anunciantes quando a estratégia de branded content é utilizada. Esse percentual cai para 36% quando se trata de publicidade digital comum. O branded content também gera mais intenção e consideração de compra, impactando 53% dos entrevistados, enquanto apenas 44% declararam ter essa intenção em resposta à publicidade convencional.

Geração Millennial

A chamada geração millennial é a grande motivadora e consumidora do branded content. Por conta dos avanços tecnológicos, os indivíduos desta faixa etária são ávidos consumidores de conteúdo, já que a web é um universo bombardeado constantemente por enormes volumes de dados em diferentes formatos. Esse público é mais participativo e gosta de emitir sua opinião. Por isso, a dica para o branded content é investir sempre em um estilo de comunicação leve e divertido, que leve a informação de forma descontraída. Isso permite que as empresas criem um relacionamento mais profundo com as marcas, já que a comunicação não fica com “cara de publicidade”.

Relevância

Para que a estratégia seja assertiva, é preciso conhecer o público, identificando o tipo de conteúdo que ele consome e quais são seus assuntos preferidos. As pesquisas de mercado geram insights valiosos, que possibilitam que sejam criadas campanhas que interessem e envolvam emocionalmente o público-alvo. Quando esse conteúdo é relevante, as pessoas impactadas se sentem mais motivadas a se engajar e espalhar a marca a outras pessoas, sem que se deem conta disso. Isso gera uma repercussão muito positiva para qualquer negócio.

Agências

O crescimento da tendência aumenta a procura por profissionais dedicados à criação de conteúdo de marcas. Esses setores são meios mais híbridos, que precisam contar com o lado informativo dos jornalistas e com o aspecto comercial dos publicitários, que conhecem melhor as marcas.

Sempre que possível, as pessoas ignoram a publicidade convencional, que interrompe suas atividades. Por isso, nessa nova era de consumo, as empresas precisam se atualizar em termos de comunicação.