Não é fácil fazer uma previsão do que o Google lançará em seguida. Porém, uma coisa é verdade: novos formatos de anúncios são sempre uma possibilidade. A novidade agora, apresentada pela primeira vez em maio deste ano, são os anúncios de galeria do Google para dispositivos móveis que foram oficialmente lançados em versão beta.

A popularidade das redes sociais de fotos e vídeos ajudou a propagar a visualização de conteúdo digital por meio de imagens. O Google já havia tomado medidas para acompanhar a tendência, como os anúncios gráficos do Gmail, por exemplo. Mas agora é a vez da pesquisa participar disso também. Combinando a intenção de pesquisa com um formato visual mais interativo, os anúncios de galeria tornam mais fácil que as marcas comuniquem ao público o que elas têm a oferecer.

Os usuários, principalmente de smartphones, acabam recorrendo ao Google para obter informações. Independente se o seu objetivo é gerar vendas ou leads, os anúncios de galeria do Google estão disponíveis em 11 idiomas na versão beta para oferecer retornos reais para os seus negócios.

O que são os anúncios de galeria do Google?

Os anúncios de galeria do Google são uma forma interativa de anunciar produtos e serviços para dispositivos móveis. Assim, eles servem para comunicar de maneira mais eficaz o valor do seu negócio. O carrossel de imagens deslizáveis é exibido na parte superior da Search Engine Results Page (SERP) e se assemelha ao que os usuários já estão acostumados a ver nos feeds do Facebook e Instagram.

A possibilidade, nos anúncios de galeria, é de configurar no mínimo 4 imagens e no máximo 8. No entanto, eles não consistem apenas em fotos: podem ser apresentados slogans exclusivos de até 70 caracteres para cada imagem. O melhor de tudo é que também é possível escrever até 3 títulos. Ou seja, dá para testar diferentes combinações de proposições e CTAs.

Ao contrário dos anúncios de texto, os anúncios de galeria serão exibidos um de cada vez. Isto é, não haverá o empilhamento de imagens. Dessa forma, eles competirão como de costume como todos os outros formatos de anúncio em leilão: se seu lance ganhar o primeiro lugar, um de seus anúncios de galeria será exibido.

Qual a importância dos anúncios de galeria?

Todos sabemos que as pessoas recorrem ao Google para se comunicar ou encontrar respostas. E cada vez mais elas estão passando e percorrendo feeds. Essas diversas estratégias que Google tem apresentado nos últimos anos, então, têm garantido resultados positivos para empresas. 

Como é o caso dos anúncios de galeria do Google, que levará a pesquisa para o próximo nível. Esse tipo de anúncio, impulsionará o envolvimento na pesquisa ao permitir que os anunciantes:

  • Contem visualmente a história de sua marca;
  • Lancem um novo produto;
  • Apresentem uma nova categoria. 

Quando se trata de publicidade paga, as imagens têm muito poder. Ou seja, esse novo formato de anúncio é uma ótima maneira de divulgar sua marca e destacá-la do ruído digital. Além, é claro, de exibir seus produtos e serviços, mostrando como podem ser usados. 

Os anúncios da galeria são um empreendimento altamente exclusivo e, com certeza, terão resultados muito diferentes dos anúncios somente em texto.

Como os anúncios de galeria do Google são cobrados?

Os anúncios de galeria são cobrados pelas interações. Mas, diferente da maioria dos formatos de anúncios que são pagos apenas pelo cliques, os de galeria podem ser cobrados de duas maneiras:

  • Pelo clique: quando um usuário clica no anúncio para acessar o site do anunciante;
  • Pelo swipe: quando um usuário passa três imagens no carrossel.

Ainda que o usuário clique no anúncio e passe três imagens, os anunciantes serão cobrados apenas uma vez. O mesmo é válido se o usuário passar mais de três imagens. 

 

Outras novidades anunciadas no Google Marketing Live

O Google Marketing Live é um dos principais eventos de marketing digital que ocorre anualmente. A conferência é organizada pela gigante multinacional com o intuito de apresentar para o mundo as suas novas soluções. 

A edição deste ano, que ocorreu entre os dias 13 e 15 de maio, reuniu diversos profissionais no Centro de Convenções West Moscone, em São Francisco. Além da galeria de anúncios, outros recentes produtos desenvolvidos pelo Google também foram apresentados na conferência. Entre eles podem ser destacados:

Anúncios de descoberta (Discovery)

Ao arrastar a homescreen para direita, usuários dos dispositivos Android têm acesso as notícias. Esse é o discovery do Google, que também pode ser acessado rapidamente pela aba Promoções do Gmail ou pelo app do Youtube. 

Os anúncios são exibidos de forma personalizada através do machine learning. Além disso, esse formato de anúncio é um modo excelente de alcançar os usuários em momentos oportunos. Isto é, quando eles estão receptivos a descobrir coisas novas. 

Campanhas locais

Os anúncios locais não são mais a única forma de atrair o usuário a um ponto de venda física. Agora também é possível configurar uma campanha exclusiva com esse objetivo. A diferença é que essa nova solução serve para atrair os usuários para locais próximos a eles. Isso porque cada vez mais os usuários estão pesquisando no Google por serviços e locais perto de onde estão.

Anúncios Deep Linking

Mais uma novidade para o marketing móvel dentro do Google Ads foram os anúncios deep linking. Essa é uma estratégia que serve para levar o usuário que realizou uma busca e clicou em um resultado direto para uma página dentro do app do anunciante. 

O case de sucesso, apresentado na conferência, foi o da Magalu: houve um aumento de 110% nas transações dentro do aplicativo, o que representou 40% de aumento nas vendas.

Google Shopping

Vindo com força total, o Google Shopping também terá uma área de compras direta para o consumidor final. Com isso, o Google terá um marketplace em sua plataforma, com direito a filtro por categoria de produtos e até mesmo CTAs de compra. Testes dessa estratégia já estão sendo realizados na França e podem ser expandidos para outros países ainda este ano.

Por fim, o que esperar dos anúncios de galeria?

Testes realizados mostram que, na questão de desempenho, os anúncios de galeria têm até 25% mais interações do que anúncios de texto padrão. Além disso, a probabilidade dos usuários deslizarem através de um anúncio de galeria é maior do que deles lerem e clicarem em um anúncio de texto. Obviamente, isso é válido principalmente se as fotos forem atraentes.

Para os anunciantes, principalmente empresas de e-commerce, as possibilidades se tornaram infinitas com os anúncios de galeria. É possível exibir diversos aspectos de um produto, destacar pratos populares no menu de um restaurante e  até mesmo exibir imagens de um apartamento, como se fosse um tour virtual. 

Com os anúncios de galeria, portanto, o Google revolucionou a pesquisa, da mesma forma que fez anteriormente com o Google Shopping.