Nos últimos anos, o Brasil tem passado por períodos de incertezas e instabilidade na política e, consequentemente, na economia. Inflação e desemprego são termos que voltaram aos noticiários, sendo fatores impactantes na redução do poder aquisitivo da população. Esse impacto também é sentido na publicidade. Segundo pesquisa realizada pela eMarketer, a estimativa de crescimento do mercado publicitário e de compra de mídia foi reduzida de 10,4% para 5,7% neste ano.

Na contramão das estatísticas, quem obtém destaque é o marketing digital. Segundo o mesmo estudo, a estimativa é de que o setor cresça 15% até o final do ano, em relação ao ano anterior. Neste universo, uma estratégia que tem se demonstrado bastante eficiente, mesmo em tempos de crise, é o inbound marketing.

Conhecendo o Inbound Marketing

A publicidade tradicional é, por vezes, alvo de críticas por ser considerada invasiva, ou seja, por interromper as atividades das pessoas para comunicar algo. É assim com a televisão, com o rádio e com a mídia impressa. Um meio menos invasivo e mais aceito pelo consumidor é o inbound marketing. Este tipo de marketing consiste em atrair o público, ao invés de “invadir” sua rotina, por meio da publicação de conteúdo que lhe seja relevante e interessante.

Democracia

O conceito de inbound marketing não é tão recente, tendo sido concebido e crescido consideravelmente nos Estados Unidos, nos últimos anos. A tendência tem se propagado pelo mundo, e o que chama a atenção dos anunciantes é o seu aspecto democrático. Por conta das boas opções de custo e alcance, grandes investimentos não se fazem necessários para produzir conteúdo do tipo. Assim, empresas de qualquer porte podem usufruir dos benefícios da estratégia.

Onde publicar?

Esse tipo de conteúdo pode ser publicado em diversas plataformas. As redes sociais são boas opções, pois estabelecem vínculos com os seguidores, permitindo comentários e compartilhamentos. Os blogs corporativos, geralmente situados nos próprios sites das empresas, também são interessantes, já que permitem a publicação de artigos autorais, notícias, curiosidades, dicas, entre outros. E-mail marketing e newsletters têm sido bastante utilizados, pois só são enviados com autorização prévia de um usuário que, portanto, já demonstrou interesse no conteúdo.

Formatos e estratégias

O inbound marketing permite vários formatos de conteúdo, como textos, imagens, notícias, vídeos. Os anunciantes têm apostado muito em vídeos, pois o seu dinamismo permite conteúdos mais abrangentes; além do fato de que as pessoas, em geral, preferem assistir a animações a lerem conteúdo escrito. O importante é que, independentemente do formato adotado, o conteúdo seja autoral e personalizado. Entretanto, é preciso analisar as opções e identificar o que é mais vantajoso. Ao invés de sair atirando para todos os lados, defina estratégias e perceba os melhores momentos de anunciar.

Público-alvo

Outro meio de garantir o sucesso de suas ações de inbound marketing é estabelecer um público-alvo definido. Conhecer as pessoas para quem suas mensagens são destinadas possibilita que você escolha a melhor linguagem, o melhor formato, os melhores horários e os melhores canais de comunicação. Procure conhecer os hábitos, preferências e jornadas de compras dos consumidores em potencial, visto que adequar a empresa ao público é a nova estratégia de negócios.

Monitoramento

Por fim, depois que as campanhas já foram lançadas, é preciso acompanhar os resultados e verificar se as estratégias adotadas foram ou não eficazes. O meio digital oferece muitas ferramentas de análise de campanha, de modos mais fáceis do que a publicidade em outros meios. Perceba o poder de penetração e os impactos de cada conteúdo e de cada meio utilizado, identificando o que deu certo e o que pode melhorar. Assim, será possível tomar decisões ainda mais potentes no futuro.